Em coletiva, vereador afirma que pedirá abertura de CPI contra prefeito de Bela Vista | TNG Informa - Informação com responsabilidade!
Pausa para o descanso!

O TNG Informa comunica a todos que estará em recesso no período de 12/12/2017 a 15/01/2018. Em virtude disso, desejamos a todos um Feliz Natal e um 2018 repleto de realizações.
Ok! Entendi ›
© TNG Informa Comunicação. Informaç&aatilde;o com responsabilidade! Todos os Direitos Reservados
Operação Linha Marcada
Em coletiva, vereador afirma que pedirá abertura de CPI contra prefeito de Bela Vista
12 de Abril de 2018 às 13:41:49 Thaffarel Nunez Gonçalves/TNG Informa 478 Facebook Google+ Twitter WhatsApp
camara_municipal_thaffarel-tile.jpg
Coletiva realizada na tarde de quarta-feira (11) (Foto: Thaffarel Nunez Gonçalves/TNGInforma)

Em entrevista coletiva, concedida na tarde desta quarta-feira (11), na Câmara Municipal de Bela Vista, o vereador Johnys Basso (DEM) afirmou que pedirá em plenário, na sessão da próxima segunda-feira (16), a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o prefeito Reinaldo Miranda Benites (PSDB), em virtude da operação "Linha Marcada" - que efetuou a prisão temporária de oito pessoas, entre elas, as secretárias de saúde e educação do município.

 

 

O vereador declarou que o legislativo precisa fazer a sua parte, trabalhando paralelamente ao Ministério Público, sobretudo pela investigação se tratar de improbidade administrativa. "Nós temos sim, a obrigação de tomar providências, ter atitude nessa casa, de abrir uma CPI, uma Comissão Parlamentar de Inquérito para trabalhar paralelamente com os órgãos judiciais, principalmente o Ministério Público, e até mesmo na troca de informações", disse Johnys Basso.

 

CPI

 

As Comissões Parlamentares de Inquérito são criadas pela Câmara, mediante aprovação de 1/3 de seus membros e têm a função de apurar irregularidades administrativas do Executivo, da Administração Indireta e da própria Câmara Municipal. 

 

Cobrança

 

Na abertura da coletiva, os vereadores se pronunciaram a respeito da operação e em seus discursos disseram estar tristes pelo fato de o município, novamente aparecer nas manchetes policiais e cobraram providências do prefeito Reinaldo Miranda Benites (PSDB), exigindo a exoneração dos servidores envolvidos na operação "Linha Marcada". 

 

Participaram da coletiva de imprensa, os vereadores: Hemerson Rodrigues, o "Buiu" (PSL), Rubens Nunes, o "Mortandela" (PP), Fabrizia Tinoco (PRB), Johnys Basso (DEM), Francisco Gutierres (PSDB), Diogo Murano (PSD), Ramão Paredes (PTC) e o presidente da Câmara Demecio Takeshi Higa, o "Xitinho" (PHS).

 

Operação Linha Marcada

 

A Operação Linha Marcada foi deflagrada na manhã de quarta-feira (11) pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), pela Promotoria de Justiça de Bela Vista e contou com o apoio de policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF).

 

A operação investiga crimes de corrupção, fraude à licitação, organização criminosa e peculato e cumpriu 19 mandados de busca e apreensão em Bela Vista e Caracol e oito de prisão temporária. 

 

Outro lado

 

A reportagem tentou entrar em contato com a assessoria da Prefeitura Municipal de Bela Vista para saber o posicionamento do prefeito, após a operação ocorrida nesta quarta-feira (11) e sobre a possibilidade de abertura de CPI na próxima segunda-feira (16), contudo até o encerramento desta edição não obteve respostas.

 

Matéria atualizada às 18h56 para acréscimo de informações.

 

Confira a íntegra da coletiva de imprensa